top of page
  • Saramago

Curso de Astrologia, Nível 1

O mapa astrológico só é um mistério para quem não lhe conhece os símbolos. Sendo uma réplica do sistema solar onde se situa o planeta no qual vivemos – a Terra, o mapa astrológico é um GPS da nossa vida pessoal, que nos vai informando ao longo da nossa existência quando e como seria mais conveniente seguir este ou aquele caminho, ou simplesmente fazer apenas o indispensável.


Ao tentar compreender o seu mapa astrológico estará a tentar compreender a estrutura com a qual nasceu, e a tentar compreender quais as tendências que o/a colocaram na realidade de vida na qual hoje se encontra, e com a qual poderá estar muito contente… ou talvez não. Por todas estas razões, E SE QUER MUDAR ALGUMA COISA NA SUA VIDA, então tente compreender através do seu mapa astrológico quais foram os mecanismos que fizeram de si aquilo que você é hoje, e em que áreas de vida tem menos ou mais facilidades.


Signos, Casas, Planetas, “aqueles risquinhos” no meio do mapa, tudo parece muito confuso. Porém, tal como na escola aprendemos o significado das letras, com as letras a formar palavras, e com as palavras a formar frases e textos, para entender o seu mapa astrológico o processo é muito semelhante. Vamos progressivamente aprendendo os nomes dos símbolos e o que significam, e depois a combiná-los.


PROGRAMA DAS AULAS DO NÍVEL 1

"APRENDER A COMPREENDER O PRÓPRIO MAPA ASTROLÓGICO NÃO É UM DESAFIO PARA SE ENFRENTAR. É SIM UM DESAFIO PARA SE IR ENFRENTANDO... COM CALMA".
  1. Constituição do nosso Sistema Solar: Como se movimentam as órbitas dos planetas interiores e exteriores à órbita da Terra. É como uma dança no hiperespaço, com música e tudo (o som dos planetas), e que nos transmite uma vibração electromagnética constante.

  2. Os ritmos do planeta Terra e sua relação com o Sol – a “Eclíptica”: Os Solstícios e Equinócios. Ritmos e geometria dos três principais movimentos da Terra. A Faixa do Zodíaco e os signos. A diferença entre os signos zodiacais e as constelações.

  3. Noções de Astrologia Esférica (3D): A geometria no mapa astrológico: Zénite/Nadir, Meridiano do Lugar, Horizonte do Lugar e Primeiro Vertical, que em 3D significa como a nossa “bolha pessoal” está dividida e organizada. Imaginem uma melancia dividida em duas metades, uma inferior e outra superior, e cada uma dessas metades fica dividida em quatro partes. Assim, temos quatro partes superiores – a Luz, e quatro partes inferiores – a Sombra.

  4. Aplicando os conceitos da Astrologia Esférica na Astrologia Plana (na folha de papel): A estrutura do mapa astrológico – Hemisférios e Quadrantes, e cada Quadrante é divido em três partes (é como dividir um queijo em 12 fatias e, depois… ficamos com todas).

  5. As Casas Astrológicas (1): Noção da divisão espacial astronómica das Casas Astrológicas, como essa geometria as divide, e o porquê do seu surgimento.

  6. As Casas Astrológicas (2): O significado das Casas Astrológicas, essas doze fatias com as quais ficamos, em que cada fatia representa uma área de vida que temos de experimentar.

  7. O Signo situado no Ascendente: O significado especial de cada Signo Ascendente, ou a procura por um lugar na vida.

  8. A estrutura dos 4 Elementos: Simbolismo básico dos 4 Elementos (o nosso temperamento – mais ou menos explosivo).

  9. Os Elementos por Signos e Casas: Aprender a ver como funcionam no mapa astrológico as “cruzes” formadas pelos 4 Elementos. Afinal parece que todos nós nascemos crucificados, simbólica e realmente.

  10. O simbolismo de cada planeta: A relação magnética entre os planetas (positivo +) e (negativo -). O simbolismo dos planetas ao nível da personalidade e da alma como “drivers” do nosso interno pessoal.

  11. A estrutura dos símbolos planetários: Aprender porque é que os símbolos dos planetas estão desenhados de uma determinada maneira, combinando o círculo com a cruz e a meia-lua.

  12. O relacionamento angular entre os planetas: Tudo no Universo está em relação com tudo. Vamos aprender o que significa um planeta estar em relação de quadrado ou de triângulo a outro. Se isso nos facilita a vida ou é sinal de complicação. Quem tem medo dos “risquinhos” vermelhos no seu mapa astrológico?

  13. Os Nódulos Lunares: A “Cabeça” e a “Cauda do Dragão” como informação sobre o nosso passado Kármico. De onde nós teremos vindo da vida anterior e para onde nos dirigimos nesta vida.

Saramago

106 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


© Copyright
bottom of page