Os doze signos Ascendente






A sua “porta” para o mundo (o futuro)


    l O signo Ascendente é determinado pelo grau exacto de um dado signo que se está a levantar no ponto Leste do horizonte à hora exacta do nascimento. Se o Sol representa a essência da individualidade em desenvolvimento e a Lua a personalidade com que essa individualidade terá de lidar nas tarefas terrenas, o Ascendente significa a porta de entrada na “cena” da vida e indica o caminho ou tendência de expressão do que quer que seja por nós começada de novo. Sempre que algo na vida de determinada pessoa é activado ou iniciado, nessa fase, irão repetir-se as mesmas características absorvidas no momento do nascimento. Assim, o Ascendente significa as qualidades que deveríamos expressar no processo do autoconhecimento, assim como o signo oposto, que é o Descendente, significa o conhecimento que devemos absorver dos outros. E, diz-se “devemos”, porque nem sempre conseguimos expressar-nos desse modo. Pois pode haver factores no horóscopo pessoal a condicionar a expressão do Ascendente. Damos um largo passo em autoconhecimento desenvolvendo as qualidades do Ascendente. Os textos seguintes dão uma breve descrição das tendências de cada signo em ascenção.

    Ascendente Carneiro: o propósito deste signo Ascendente é ser decidido e enérgico na acção. Expressar o seu poder criativo desbravando terreno com a sua coragem e impetuosidade, será enveredar por caminhos que o podem levar a múltiplas experiências que, mesmo inacabadas, lhe poderão permitir a livre expressão. Carneiro não espera que as coisas aconteçam por si próprias. Com Balança no signo Descendente, precisa controlar melhor os seus ímpetos e necessidades aprendendo a ir ao encontro das dos outros. Contudo, deve primeiro reconhecer as suas próprias, sendo ele mesmo. Sendo Marte o planeta regente do Ascendente Carneiro, quando este não encontra formas de dar vazão à sua energia e necessidade de liberdade, a frustração instala-se acabando por resultar num empobrecimento da força de vontade. Se for este o caso, mais tarde na vida terá de se defrontar com toda raiva acumulada em resultado das inibições sofridas.

    Ascendente Touro: neste caso, a atitude será a inversa de Carneiro ascendendo. Ao ser constante na permanência das experiências, o Ascendente Touro terá como “prémio” o desenvolvimento da perseverança que o ajudará no alcance dos seus objectivos. É de extrema importância o planeamento antes da execução de modo a evitar precipitações. Com Escorpião no signo Descendente, a tendência será para envolvimentos carregados de intensidade emocional com ciúme e possessividade por permeio. Nesta atitude, acabam por ser abalados na sua tendência para a fixidez por vezes preguiçosa pela necessidade de segurança. Isso obriga-os a enfrentar o lado destrutivo da sua natureza emocional, desenvolvendo assim maior domínio sobre si mesmos. Sendo Vénus o planeta regente deste Ascendente, é importante dar atenção às suas necessidades emocionais para poder construir um senso de selectividade e auto-estima.

    Ascendente Gêmeos: o sentido de identidade é alcançado através da troca de ideias e desenvolvimento da capacidade de comunicar pela palavra falada ou escrita. Para a pessoa com este signo Ascendente, seria benéfico o treino em adaptar-se às variações do ambiente que, aliás, ela própria procura. Mercúrio, como regente de Gémeos ascendendo, está sob a influência do elemento Ar. Assim, a tendência para a curiosidade intelectual leva-o à necessidade de compreender tudo à sua volta. Com o signo de Sagitário no Descendente, o ideal seria estabelecer elos de ligação com pessoas que o ajudasse a direccionar a propensão para a confusão de ideias e dispersão a que está sujeito, de modo a conseguir focalizar-se em algumas metas na vida.

    Ascendente Caranguejo: neste caso, a tarefa é o desenvolvimento da intuição através da sua sensibilidade, muitas vezes prejudicada pela dificuldade em lidar com a própria vulnerabilidade. Nesta atitude, acaba muitas vezes por se defender refugiando-se na sua “carapaça”. Entrar em sintonia com os seus sentimentos e respeitar os próprios ritmos internos seria de suma importância para uma maior realização pessoal. As pessoas com este signo Ascendente, ao serem regidos pela Lua, assumem um comportamento de extrema sensibilidade à variações de ambiente. Há também a tendência para ficarem presas a questões relacionadas com experiências do passado. Com o signo de Capricórnio no Descendente, a procura de estabilidade e segurança é tentada através dos outros, até entenderem que é dentro deles mesmos que terão de encontrar esses valores.

    Ascendente Leão: a necessidade de ser alguém e de se sentir importante expressa-se pela tendência de manifestar individualidade, domínio e força, procurando sempre um ambiente onde possa desenvolver a sua criatividade e o exercício do poder e autoridade. Neste contexto, não se poupa a esforços para se autopromover. A necessidade de aplauso e gratidão por parte dos outros são coisas que gosta de receber como reconhecimento do seu valor. Tal como o respeito e admiração, que nem sempre são conseguidos sem o desenvolvimento do esforço e treino do respeito recíproco por aqueles a quem procura impressionar. O Ascendente Leão é regido pelo Sol. Com o signo Descendente em Aquário, acaba por ir ao encontro de pessoas que lhe propõem uma visão e perspectiva de viver a vida e olhar o mundo para além da sua própria.

    Ascendente Virgem: organização, detalhe, discriminação e análise fazem parte da experiência deste Ascendente para o desenvolvimento das suas competências. Os cuidados com a ordem, o corpo, a saúde e o bem-estar são algumas das suas preocupações que, quando elevadas a um extremo, podem conduzir a atitudes fechadas e obssessivas, acabando por perder a espontaneidade. Para além de Gémeos, Mercúrio rege também o Ascendente Virgem, mas passa a estar sob a influência do elemento Terra. Neste sentido, e ao contrário da dispersão do Mercúrio geminiano, a tendência é para uma mente concentrada e de sentido prático. Com Peixes no Descendente, o propósito é aprender a relacionar-se com pessoas que lhe mostrem um modo de ver a vida mais complacente, descontraído, com maior grau de aceitação e menos crítico.

    Ascendente Balança: são conhecidos como “aqueles” que ficam em cima do “cerca” sem saber para que lado “caír”. As decisões são tomadas após dura “batalha” interior na tentativa de fazer justiça para ambas as partes. Todos os aspectos de um problema têm e devem ser levados em consideração. Mas, quando exagerada, essa tentativa de analisar uma questão por todos os lados leva-o a mergulhar em indecisões e perda de objectividade. Para além de Touro, Vénus é também regente do Ascendente Balança, passando a estar sob a influência do elemento Ar. Assim, a esfera dos relacionamentos e seus valores tornam-se na aprendizagem de lidar com as consequências resultantes das suas escolhas. Com Carneiro no Descendente, terá de treinar a gestão entre a necessidade de equilíbrio e responder ao chamamento para ser mais decisivo.

    Ascendente Escorpião: este é um trabalho difícil em que a natureza humana tem de levar para a luz da consciência o lado obscuro do seu ser, reconhecendo os sentimentos negativos e tentar canalizá-los de forma construtiva. Muitas pessoas com este Ascendente ficam, elas próprias, perturbadas e perguntando-se por que é que as coisas se destroem à sua volta. Mas é o seu próprio impulso inconsciente que leva ao derrube e remoção das velhas estruturas. Neste processo de purificação, o acumular de pressão só conduz a explosões destruidoras. O planeta Plutão rege este Ascendente e simboliza o chamamento para uma profunda transformação interior. Qualquer tipo de resistência que teime em persistir é completamente arrasada pelas circunstâncias exteriores, que de resto é a própria pessoa que atrai. Com Touro no Descendente, convém aprender a equilibrar os impulsos turbulentos e passionais desenvolvendo calma e estabilidade.

    Ascendente Sagitário: é o pesquisador incansável que antes de chegar ao fim de uma meta está já a pensar em seguir outra. O que é mais atraente para ele é a viagem em si, não a chegada. Com o seu natural jeito para inspirar os que o cercam, vive dividido entre a busca da sua natureza mais elevada e os prazeres terrenos. Uma das lições é aprender a gerir os seus valores éticos e não permanecer apenas no mundo das hipóteses. Tendo o planeta Júpiter como seu regente, existe em algumas pessoas com este Ascendente uma tendência para a magnanimidade, que por vezes os podem colocar em situações difíceis e acima das suas posses, ou até impossíveis de cumprir. Com Gémeos no signo Descendente, o Ascendente Sagitário é “convidado” a um pensamento mais atento, no sentido de aprender a coligir os dados práticos com vista a servir algumas das suas metas e realizações.

    Ascendente Capricórnio: precisa de estruturar a sua vida ponderadamente com cuidado, disciplina e de acordo com as suas ambições. É muitas vezes pelo esforço, trabalho e algumas frustrações que aprende a noção do significado de certas leis e limites. Possuindo a visão das possibilidades de algo que está para ser realizado, é desenvolvendo o conhecimento para lidar com os assuntos práticos que alcança a sua realização. Com o planeta Saturno como regente deste Ascendente, a influência é a de poder envolver-se numa atitude em relação às responsabilidades a tomar, como forma de escapar da sua faceta emocional em defesa da própria segurança. Com o signo de Caranguejo no Descendente, acaba por atraír pessoas que lhe devolvem a necessidade de prestar mais atenção aos seus sentimentos e emoções, que naturalmente se opõem à sua rigidez e inflexibilidade.

    Ascendente Aquário: encontra-se a si mesmo dando vasão ao seu sentido de esperança e visão de que tudo na vida pode vir a ser melhor. As suas ideias desafiadoras e revolucionárias levam-no muitas vezes a enfrentar algum tipo de autoridade, na medida em que a sua postura visionária está para além do aceitável pela sociedade da sua época. Tendo o planeta Urano como seu regente, o Ascendente Aquário começa ainda jovem a defender os seus ideais de liberdade, que o pode levar a romper com os laços familiares bem cedo na vida. Com o signo de Leão no Descendente, pode aprender que os ideais de igualdade, solidariedade, justiça e fraternidade podem ser válidos quando aplicados com nobreza, fidelidade e lealdade sem se perderem em noções erráticas ou verdadeiras utopias.

    Ascendente Peixes: vive em permanente conflito interno entre o lado terreno e concreto da vida e as forças que o empurram para o outro lado mais espiritual e transcendente. Nessa dualidade deve harmonizar os dois aspectos dentro de si, isto é, criar um sentido de identidade que não exclua a noção de pertencer a algo maior. Porém, sem perder o contacto com a realidade terrena. Quando este dilema atinge desproporções acentuadas, há o risco de se perder numa atitude de escapismo entregando-se por vezes a devaneios destrutivos como tentativa de aliviar as penas pelo facto de ter de existir. O planeta Neptuno é seu regente como símbolo de entrega incondicional à vida. Com o signo de Virgem no Descendente, pode aprender através do bom senso, cuidados de saúde física e expressar os seus ideais espirituais em causas humanitárias ou artísticas.







    Página inicial

    Apresentação e curriculum   |   A situação de consulta   |   Os doze Signos do Zodíaco   |   Os Planetas   |   Os doze Signos Ascendente

    A sua vida através dos ciclos de 7 anos   |   Os grandes ciclos lunares   |   Interpretação do horóscopo (um caso)   |   Secção de artigos   |   Audiovisuais de Astrologia e Cursos

    Calendário de Palestras e Eventos   |   Livros para download e bibliografia das palestras   |   Links   |   Enviar e-mail para Astrovida